Wednesday, October 19, 2005

 
CRIAÇÃO DAS CAPITANIAS HEREDITARIAS

Em 15 de Junho de 1532 uma frota portuguesa partiu de Lisboa conduzindo o Bispo Martinho que seria o embaixador de Portugal junto a cúria romana em Roma onde iria tratar da instalação da inquisição em Portugal e na primeira semana de Agosto, após se reabastecer, e quando a esquadra se preparava para seguir viagem, uma nau de bandeira francesa de nome Peregrina aportou no mesmo ancoradouro que pertencia ao nobre francês Berttrand d`Ornesan, Barão de Saint Blanchard que era comandada pelo Almirante Jean Duperet um comerciante de Lyon que provinha do Brasil com seus porões atulhados de toros de pau-brasil e outros produtos brasileiros que com seus dezoitos canhões e cento e vinte homens a bordo que havia partido de Marselha em Dezembro de 1531, e que em Março de 1531 aportara diante de uma feitoria portuguesa instalada em Igaraçu no litoral de Pernambuco que estava guarnecida por poucos soldados, as quais os franceses não tiveram dificuldades para tomá-la e instalar-se nela, e após quatro meses de estada comercializando o que constituía um fragrante desrespeito ao Tratado de Tordesilhas que fora firmado em 1494 entre castelhanos e portugueses o qual os franceses não aceitavam a validade jurídica dos acordos firmados, e quando partiram do Brasil deixando no forte alguns soldados sob o comando de La Motte. Quando Antônio Correia tomou conhecimento que a tripulação do Peregrina precisava de viveres para seguir viagem, lhes forneceu o necessário para o comandante francês e se ofereceu para comboiar a nau até Marselha, com os franceses aceitando as ofertas.

Comments: Post a Comment



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?